Comentários sobre livros

Comecei a escrever mais sistematicamente sobre minhas leituras no ano de 2020, durante a pandemia. Estendi a prática para o ano de 2021. Esclareço que não sou crítico literário nem resenhista, pois falta-me competência para tanto. Sou apenas um apreciador da Literatura. Deixo nesta página impressões pessoais sobre o que li, sem muita pretensão. Espero que meus esboços sejam úteis.

Salvatierra, de Pedro Mairal

O Peso do Pássaro Morto, de Aline Bei

O Mago: a incrível história de Paulo Coelho, de Fernando Morais

Pequena Coreografia do Adeus, de Aline Bei

Véspera, de Carla Madeira

Uma noite com Sabrina Love, de Pedro Mairal

Tudo é Rio, de Carla Madeira

A Vida Mentirosa dos Adultos, de Elena Ferrante

A Caderneta de Endereços Vermelha, de Sofia Lundberg

Os Supridores, de José Falero

Uma Orquestra de Minorias,  de Chigozie Obioma

Luanda, Lisboa, Paraiso, de Djaimilia Pereira de Almeida

O Corpo Interminável, de Cláudia Lage

A Ocupação, de Julián Fuks

Mulheres Empilhadas, de Patrícia Melo

Baratas, de Scholastique Mukasonga

A Mulher de Pés Descalços, de Scholastique Mukasonga

Eurico, o Presbítero, de Alexandre Herculano

A Vida pela Frente, de Émile Ajar (Romain Gary)

O Livro do Destino, de Parinoush Saniee

O Mapa e o Território, de Michel Houellebecq

Flor de Neve e o Leque Secreto, de Lisa See

Meus começos e meu fim, de Nirlando Beirão

Torto Arado, de Itamar Vieira Júnior

Longa Pétala de Mar, de Isabel Allende

Serotonina, de Michel Houellebecq

O Mesmo Mar, de Amos Óz

A Morte e o Meteoro, de Joca Reiners Terron

A Jaca do Cemitério é mais doce, de Manoel Herzog

As Alegrias da Maternidade, de Buchi Emecheta